11/06/2024

De olho no futuro: 10 tendências de compliance no setor bancário

Explore as tendências emergentes que transformarão a indústria bancária e garanta a competitividade e conformidade da sua instituição
Laura Resende
Pessoas reunidas em torno de um computador no escritório do setor bancário

O futuro do setor bancário está sendo moldado por inovações e desafios regulatórios significativos. 

À medida que navegamos por um cenário em constante mudança, as instituições financeiras precisam se adaptar rapidamente para permanecerem competitivas e em conformidade.

No futuro, os bancos precisarão adotar tecnologias emergentes que promovam modelos de negócios ágeis, colocando os clientes no centro de suas estratégias.

Neste artigo, vamos explorar essas tendências e descobrir como sua instituição pode se posicionar para o que está por vir.

A indústria bancária nos próximos anos 

O relatório “Indústria bancária em 2030”, elaborado pela Deloitte, destaca as principais diretrizes que impactarão o cenário do setor bancário. Com base nessa pesquisa, também incluímos neste artigo outras previsões importantes.

Vale ressaltar que as tendências de compliance no setor bancário estão sendo moldadas por diversas forças, incluindo avanços tecnológicos, mudanças regulatórias e um foco crescente na ética e na sustentabilidade. 

Aqui estão algumas das principais que se destacam:

1. RegTech e automação

A automação está revolucionando o compliance no setor bancário; o uso crescente de tecnologias de regulação (RegTech) está permitindo que os bancos monitorem e relatem conformidade regulatória de forma mais eficiente. 

Ferramentas automatizadas que utilizam inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina também estão sendo empregadas para identificar riscos e detectar atividades suspeitas, reduzindo a carga manual e aumentando a precisão.

2. Cibersegurança

Com a escalada das ameaças cibernéticas, a cibersegurança tornou-se uma prioridade absoluta. Regulamentos mais rigorosos em torno da proteção de dados e privacidade estão sendo implementados para garantir que as informações dos clientes estejam seguras. 

Assim, bancos estão investindo em tecnologias avançadas de segurança e fortalecendo suas defesas contra ataques cibernéticos para proteger os dados sensíveis.

Segundo a pesquisa da Deloitte, os métodos de prevenção tradicionais já não protegem mais os consumidores de crimes financeiros complexos e aprimorados que causam danos à reputação e comprometem as instituições financeiras. A adoção de tecnologias como análises avançadas de dados e inteligência artificial melhoram a visibilidade de possíveis ameaças e detectam fraudes de maneira eficaz.

3. ESG (Environmental, Social, and Governance)

A conformidade com os critérios ESG está ganhando destaque no setor bancário. 

Além da conformidade financeira, os bancos agora precisam demonstrar práticas ambientais e sociais responsáveis, o que inclui a adoção de políticas sustentáveis e a transparência nas operações, promovendo uma cultura de responsabilidade social e ambiental.

4. Transparência e Ética

A transparência e a ética estão no centro das novas regulamentações. 

Há um foco crescente na promoção de uma cultura ética dentro das instituições financeiras, com relatórios de atividades suspeitas mais detalhados e programas de denúncia fortalecidos, bem como a confiança do cliente, que é fundamental – e práticas transparentes são essenciais para mantê-la.

5. Conformidade com a LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) continua impactando o setor bancário no Brasil. 

Bancos precisam garantir que estão em conformidade com todas as disposições da LGPD, especialmente em relação ao tratamento de dados pessoais. 

Conforme a Deloitte, o acesso às informações de transações de clientes a terceiros tem efeito complexo em bancos varejistas tradicionais, exigindo que as organizações bancárias escolham estratégias em relação aos impactos de modelos de negócio e à retenção de clientes.

A adequação às normas de proteção de dados é necessária para evitar penalidades e proteger a privacidade dos clientes.

6. Digitalização e Fintechs

A digitalização dos serviços bancários e a ascensão das fintechs estão remodelando o setor. 

Com essas mudanças, surgem novos desafios regulatórios; regulamentos adaptados serão necessários para garantir que as novas tecnologias não comprometam a conformidade e a segurança das operações bancárias. 

Como citado pela Deloitte:

Tecnologias emergentes e digitais
Novas tecnologias estão mudando drasticamente as operações bancárias de front, middle e back office. As instituições bancárias estão tentando entender como tecnologias como inteligência artificial, automação e nuvem podem ser usadas, aliadas às tecnologias já existentes anteriormente.

Transformação digital
A tecnologia continuará sendo a propulsora do crescimento dos negócios e um ponto central para a entrega de uma ampla gama de serviços que garanta uma experiência do consumidor positiva e duradoura.

7. PLD/FTP

As exigências para a Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo e da Proliferação de Armas de Destruição em Massa estão se intensificando. 

Bancos estão investindo em tecnologias avançadas para monitorar e reportar transações suspeitas de maneira mais eficaz, já que a conformidade com PLD/FTP é fundamental para manter a integridade do sistema financeiro.

8. Integração de IA e Análise de Dados

A integração de IA e análise de big data está se tornando essencial para prever comportamentos de risco e otimizar processos de compliance. 

Essas tecnologias ajudam a identificar padrões e anomalias que podem indicar não conformidade ou atividades fraudulentas, permitindo uma resposta rápida e eficaz.

Essas ferramentas também ajudam a prever e mitigar riscos, além de fornecer insights valiosos para a tomada de decisões estratégicas.

Sobre o futuro do trabalho, o estudo da Deloitte enfatiza que a automação e a inteligência artificial estão substituindo atividades repetitivas feitas antes por pessoas, exigindo que as instituições financeiras repensem a gestão de talentos e as habilidades necessárias para se manter na vanguarda. 

Tendências a trabalhos por contrato e financiamento coletivo também impactam a maneira como o trabalho é desempenhado.

9. Ética e Governança Ambiental, Social e Corporativa (ESG)

Há uma pressão crescente para que os bancos integrem princípios de ESG em suas operações. 

As instituições financeiras estão sendo desafiadas a demonstrar não apenas conformidade regulatória, mas também responsabilidade social e ambiental, o que inclui transparência nas práticas de negócios, investimentos responsáveis e um foco maior na governança corporativa.

10. Foco no cliente

A conformidade também deve ser vista através do prisma da experiência do cliente. 

Garantir que os processos de compliance não prejudiquem a satisfação e a confiança dos clientes é fundamental. 

Também de acordo com a Deloitte, os reguladores estão cada vez mais focados na proteção do consumidor, o que significa que os bancos precisam garantir que seus processos de compliance não só cumpram as obrigações legais, mas também promovam uma experiência positiva para o cliente. 

A simplificação de processos e a melhoria na comunicação com os clientes são aspectos importantes dessa tendência.

Bancos devem buscar um equilíbrio entre a conformidade rigorosa e a manutenção de um serviço ao cliente de alta qualidade.


Compliance: um diferencial competitivo

Bancos que demonstram um compromisso sólido com a conformidade e a ética podem ganhar a confiança dos clientes e investidores, diferenciando-se no mercado. Isso pode resultar em uma melhor reputação e, consequentemente, em vantagens comerciais.

Essas tendências indicam que o compliance no setor bancário está evoluindo rapidamente, impulsionado por avanços tecnológicos e mudanças regulatórias

As instituições financeiras que se adaptarem a essas tendências e investirem em inovação estarão melhor posicionadas para enfrentar os desafios futuros e aproveitar as oportunidades no mercado.

As tendências futuras de compliance no setor bancário refletem um movimento em direção a um ambiente mais seguro, transparente e ético

A inovação tecnológica e as regulamentações mais rigorosas estão impulsionando essa transformação, garantindo que as instituições financeiras possam operar de maneira eficaz e responsável. 

Manter-se atualizado com essas tendências é crucial para o sucesso e a sustentabilidade no setor bancário.

*Este conteúdo não representa opinião legal do Compliasset, tendo o propósito puramente informativo.

Entre em contato

Ícone Contato Software Compliasset Alertas Artigos

Faça parte do futuro do compliance no mercado regulado com o Compliasset.

Descubra como o nosso software pode fortalecer seu negócio.

Fale conosco hoje mesmo e agende uma demonstração gratuita!

APENAS 30 MINUTOS DE CONVERSA e PRONTO

O Compliasset te ajuda a ter mais velocidade no dia a dia!

Tenha o melhor software de Compliance como o seu aliado. É rápido, fácil e vai te colocar entre os melhores.