21/09/2023

5 principais erros na gestão de um programa de compliance

Descubra quais são esses erros e como evitá-los; mantenha sua empresa segura e em conformidade
Laura Resende
5 principais erros na gestão de um programa de compliance

No dinâmico e altamente regulado mundo do mercado financeiro, sabemos que o compliance é essencial. Por isso, um programa de conformidade bem gerenciado pode ser a diferença entre o sucesso e a falência de uma instituição. No entanto, muitas organizações cometem erros graves nesta gestão, colocando em risco sua reputação e estabilidade. 

E quais são esses erros que podem ocorrer na implementação e na manutenção de um programa de compliance? Neste artigo, vamos responder a essa pergunta e saber como evitá-los.

1. Falta de estrutura adequada

Um dos erros mais frequentes na gestão de um programa de compliance é a falta de uma estrutura adequada, o que pode resultar em falta de organização sobre responsabilidades, políticas indefinidas e procedimentos confusos.  

Por isso, é fundamental estabelecer essas políticas e procedimentos, além de definir os papéis de cada um dentro da organização, para garantir que todos compreendam suas obrigações de conformidade e responsabilidades no compliance. 

Assim, uma estrutura sólida pode proporcionar uma boa base para um programa de compliance bem-sucedido.

2. Pouco ou nenhum treinamento

Além de saber quais são suas responsabilidades, os colaboradores devem ser treinados para executá-las. Afinal, a equipe desempenha um papel crucial na conformidade regulatória e são esses profissionais que vão zelar pelas obrigações de compliance no dia a dia. 

Negligenciar o treinamento e a conscientização pode ser prejudicial além de, muitas vezes, também ser contra a lei. Quando os funcionários não compreendem os regulamentos ou não estão cientes dos riscos, a probabilidade de violações de conformidade aumenta significativamente. 

Investir em treinamento regular e conscientização é essencial para manter um programa de compliance forte:

  • Realize treinamentos periódicos sobre regulamentações;
  • Promova a conscientização entre os funcionários para que eles estejam cientes dos riscos e da importância da sua participação na segurança da empresa;
  • Crie uma cultura organizacional que valorize a ética;
  • Encoraje a comunicação aberta sobre preocupações e irregularidades. 

3. Ignorar as mudanças regulatórias

As regulamentações no mercado financeiro estão em constante evolução. Ignorar ou não acompanhar essas mudanças é um erro crítico, pois as penalidades por não cumpri-las podem ser severas. 

Assim, é fundamental manter-se atualizado sobre as mudanças regulatórias e ajustar o programa de compliance de acordo com elas. Estabeleça um processo para monitorar e acompanhar todas as atualizações de regulamentações aplicáveis a sua empresa e adapte continuamente seu programa de compliance. 

4. Não avaliar e gerenciar riscos

A falta de avaliações de riscos adequadas é outro erro comum, já que uma instituição financeira deve compreender os riscos específicos que enfrenta e tomar medidas para preveni-los e mitigá-los. 

A realização de avaliações de riscos regulares ajuda a identificar áreas de vulnerabilidade e a implementar controles eficazes, além de ajudar a identificar padrões e problemas mais rapidamente: 

  • Realize avaliações de riscos regulares para identificar áreas de vulnerabilidade;
  • Priorize os riscos e implemente controles eficazes;
  • Utilize ferramentas de tecnologia e automação para monitorar e relatar atividades relacionadas à conformidade.

5. Falha na comunicação e falta de relatórios

Falamos sobre treinar e capacitar colaboradores, mas também é de extrema importância manter todos os stakeholders dentro dos procedimentos de compliance estabelecidos pela sua empresa. 

  • Realize auditorias internas regulares para avaliar a eficácia do programa de compliance;
  • Mantenha registros detalhados de todas as atividades, no caso de auditorias externas ou investigações;
  • Garanta que terceiros estejam de acordo com os padrões de compliance; estabeleça due diligences para avaliá-los antes de fechar negócio.

Evitar os erros comuns discutidos neste artigo é fundamental para proteger a reputação e a estabilidade de uma instituição financeira, já que a conformidade regulatória não é apenas uma obrigação legal, mas também um pilar para o sucesso a longo prazo.

Esteja disposto a adaptar e aprimorar constantemente o programa de compliance à medida que o ambiente regulatório e de risco evolui. Ao seguir essas melhores práticas, é possível reduzir significativamente o risco de cometer erros na gestão do programa de compliance e manter uma cultura de conformidade sólida e eficaz. Ao fazer isso, a empresa estará no caminho certo. 

Conheça o Compliasset, o software de gestão de programas de compliance para empresas no mercado regulado

Na busca contínua por uma gestão de programas de compliance mais eficaz e simplificada, o Compliasset é a ferramenta ideal para empresas do mercado financeiro. 

Oferecemos recursos avançados de automação, acompanhamento de regulamentações em tempo real e relatórios detalhados. Nosso sistema também permite que você implemente todas as melhores práticas mencionadas neste artigo de maneira eficiente, economizando tempo e recursos preciosos. 
Com o Compliasset, você pode estar um passo à frente no mercado. Saiba mais aqui!

*Este conteúdo não representa opinião legal do Compliasset, tendo o propósito puramente informativo.

Entre em contato

Ícone Contato Software Compliasset Alertas Artigos

Faça parte do futuro do compliance no mercado regulado com o Compliasset.

Descubra como o nosso software pode fortalecer seu negócio.

Fale conosco hoje mesmo e agende uma demonstração gratuita!

APENAS 30 MINUTOS DE CONVERSA e PRONTO

O Compliasset te ajuda a ter mais velocidade no dia a dia!

Tenha o melhor software de Compliance como o seu aliado. É rápido, fácil e vai te colocar entre os melhores.