05/04/2023

O que é compliance e qual seu objetivo no mercado financeiro?

Estar em compliance significa que possui políticas com padrões de governança corporativa, que cumpre com padrões éticos de conduta e possui controles internos eficazes
Laura Resende
Importância Compliance (3)

Compliance é o termo aplicado para indicar que uma empresa cumpre com a lei e os padrões empresariais

Desse modo, ter qualquer envolvimento com uma empresa que cumpre estritamente aos requisitos de compliance é garantir mais segurança nesta relação. 

Ainda mais quando falamos em mercado financeiro, uma empresa que atende a esses requisitos com certeza atrai investidores que procuram organizações com a cultura de integridade estabelecida por políticas de compliance.

Portanto, para o mercado financeiro e corporativo, o compliance nada mais é do que um conjunto de práticas e políticas que uma empresa estabelece, que aumentará a segurança de seu negócio e atrairá mais clientes e investidores. 

Além disso, também visa prevenir riscos jurídicos que eventualmente possam surgir no desempenho de suas atividades empresariais.

O que é compliance?

Com origem do verbo em inglês, “to comply” (obedecer uma ordem, procedimento) em suma significa estar de acordo com a legislação, seguindo a padrões éticos e regulamentos, internos e externos.

Nesse sentido, o compliance servirá como um guia para uma organização, estabelecendo políticas para todos os seus departamentos, como jurídico, recursos humanos, liderança, comunicação, entre outros.

Nos últimos anos, estar em compliance tem sido cada vez mais exigido, como um movimento pelo atendimento à legislação e transparência nas negociações empresariais. 

Especificamente no Brasil, o compliance ganhou força com a instituição da lei Anticorrupção (Lei nº 12.846/2013), que trata da responsabilidade objetiva das empresas, civil e administrativamente, pela prática de atos contra a administração pública, nacional ou estrangeira. 

Estar em compliance significa que a empresa segue estritamente toda a legislação e desenvolve políticas para evitar qualquer irregularidade em suas atividades, voltando-se sempre para valores culturais e éticos

Portanto, as empresas têm como principal desafio ter um ambiente preventivo em sua organização, de modo que nenhum tipo de irregularidade, como fraudes, possa acontecer.

Qual objetivo do compliance e seus benefícios?

Em suma, o compliance objetiva a proteção do negócio empresarial, visando evitar riscos, fraudes, desperdício, e, assim, melhorar o desempenho de suas operações.


Basicamente, a empresa que mantém uma política de compliance ativa atua desde o gerenciamento de regulamentos internos e externos, até o treinamento de seus funcionários.

Em resultado, entre os principais benefícios, podemos destacar os seguintes:

  • Com a prevenção de riscos, garantirá mais segurança e eficácia nos processos internos;
  • Melhorará a qualidade dos serviços prestados;
  • Com todos os funcionários em compliance, ocorrerá um comprometimento maior com as diretrizes da empresa e boas práticas organizacionais;
  • Desenvolvimento de uma cultura cada vez mais ética;
  • Valorização da imagem da empresa, aumentando sua confiabilidade no mercado;
  • Aumentará o capital através de investidores que exigem trabalhar com empresas que possuem compliance em toda sua estrutura, com uma cultura de integridade;
  • Ter mais vantagem competitiva, etc.

Como criar um Programa de Compliance?

Como falamos anteriormente, estabelecer um programa de compliance em um ambiente corporativo envolve diversos aspectos estruturais do negócio.

Principalmente, relacionando-se à conformidade e integridade, observadas políticas internas e externas

As regras para criar um Programa de Compliance dependem de cada atividade empresarial, não existindo, assim, critérios específicos, mas sim diretrizes para sua criação.

Para sua implantação, deve-se considerar a empresa como um todo, como, por exemplo, atendimento à legislação trabalhista, fiscal, regulatória, regras concorrenciais, padrões éticos de conduta, gestão de pessoas, dentre outros.

Para tanto, é importante que a empresa tenha ou contrate uma equipe especializada em Compliance para criação de seu Programa, para que possa ser criada a partir de critérios que atendam a organização em particular. 

A frente de trabalho, nesse sentido, será voltada para avaliação e controle, atendo-se, inclusive, a conflitos de interesses e possíveis riscos do negócio.

Nesse sentido, no geral, para que uma empresa esteja dentro dos critérios de compliance, deve realizar a criação de políticas sobre:

  • Anticorrupção;
  • Privacidade;
  • Prevenção às fraudes;
  • Código de Conduta e Ética;
  • Código de Integridade;
  • Prevenção à lavagem de dinheiro;
  • Atendimento;
  • Mapear processos internos;
  • Regras de monitoramento das atividades e melhoria contínua;
  • Criar treinamentos;
  • Políticas para avaliação de riscos internos e externos;
  • Canais de denúncia e auditoria; dentre outros.

Importância do Compliance no mercado financeiro

Quando se fala de mercado financeiro, sabe-se que se refere a uma quantia absurda de dinheiro que se movimenta diariamente, entre empresas e investidores.

Nesse sentido, não se poderia manter esse negócio se não houver uma relação de confiança entre as partes.

Sendo assim, as empresas que atuam seguindo os padrões de compliance, com certeza, são as que possuem maior destaque no mercado financeiro. 

Neste cenário desafiador, o comprometimento com os requisitos regulamentares, as melhores práticas de compliance e a eficácia nos mercados tornou-se fundamental para o sucesso e a estabilidade das empresas e dos mercados financeiros propriamente ditos. 

Desse modo, investidores e clientes exigem cada vez mais empresas que possuam um foco real na melhoria da conformidade, na boa governança e na gestão de riscos financeiros. 

Esses fatores, quando combinados, criam a reputação de uma empresa, expandindo seu público-alvo. 

Em outras palavras, devido à sua relevância, os Programas de Compliance tornaram-se uma vantagem competitiva, pois os agentes do mercado preferem contratar com empresas que tenham implementado um Programa de Conformidade porque confere maior segurança às suas operações. 

Portanto, investir em um Programa de Compliance não é mais uma opção para as organizações, mas sim uma necessidade, seja por conta da legislação vigente ou das regras do mercado. 

*Este conteúdo não representa opinião legal do Compliasset, tendo o propósito puramente informativo.

Entre em contato

Ícone Contato Software Compliasset Alertas Artigos

Faça parte do futuro do compliance no mercado regulado com o Compliasset.

Descubra como o nosso software pode fortalecer seu negócio.

Fale conosco hoje mesmo e agende uma demonstração gratuita!

APENAS 30 MINUTOS DE CONVERSA e PRONTO

O Compliasset te ajuda a ter mais velocidade no dia a dia!

Tenha o melhor software de Compliance como o seu aliado. É rápido, fácil e vai te colocar entre os melhores.