24/04/2023

Tone at the top: o que é e como adotar práticas para uma cultura corporativa em favor do compliance

O conceito do termo em inglês significa “exemplo vem de cima” e mostra que uma gestão corporativa de sucesso deve ter como exemplo os líderes da governança
Laura Resende
Tone At The Top Mercado Financeiro

Para que sejam aplicados os preceitos de uma cultura organizacional baseada nos critérios de compliance e ESG (Meio Ambiente, Social e Governança), deve-se ter comprometimento, com atitudes e palavras, da alta liderança.

Assim, o compromisso efetivo e constante da liderança corporativa é a base para aplicar o conceito de tone of the top.

De tal forma, todos os funcionários devem sentir-se motivados e inspirados para garantir a aplicação e manutenção de uma cultura organizacional em favor do compliance.

Esta responsabilidade da alta administração é o pilar para todo e qualquer programa de conformidade de uma organização. Por isso, deve ser encarada como um dever da gestão empresarial.

O que é tone at the top?

A terminologia tone at the top (“o exemplo que vem de cima”) é bastante utilizada na área de compliance e significa o compromisso da alta gestão da organização com os programas de integridade.

Afinal, de nada adianta todos os funcionários saberem tudo sobre o Código de Ética da empresa, por exemplo, e os comportamentos da liderança serem contrários aos padrões morais, então expostos.

Desse modo, o conceito de tone at the top tem relação com o exemplo que a alta administração de uma organização, em comportamentos, atitudes e palavras.

Também é fundamental que a pessoa responsável pela gestão da empresa coloque em prática o walk to walk, que nada mais é do que ensinar com o exemplo.

Em suma, ter uma liderança engajada, que apoia e aplica as práticas de compliance, terá resultados mais eficazes em sua integridade, gerenciamento de riscos e, consequentemente, na evolução do negócio.

Afinal, a alta administração é o pilar da cultura organizacional e a responsável por introduzir o compliance em toda sua estrutura.

Em outras palavras, não basta apenas o líder máximo da empresa dar o seu apoio para empresa estar em compliance somente em reuniões gerenciais.

Ele deve incorporar em todas as suas ações diárias, se tornando um exemplo a ser seguido por todos da empresa.

Ou seja, ele deve ser, de fato, uma pessoa ética e íntegra em suas condutas e decisões, cumprindo estritamente ao que preceitua a lei e os padrões éticos e morais.

Importância do tone at the top para o compliance e a cultura organizacional

Estar em compliance significa que uma empresa está cumprindo os requisitos legais e regulamentares, bem como seguindo os padrões éticos estabelecidos.

Nesse sentido, o compliance serve como uma orientação para que a organização estabeleça diretrizes para todos os seus setores, como Recursos Humanos, operacional, administração, marketing, etc.

Em resultado, garantirá que a empresa esteja em conformidade com as leis e regulamentações aplicáveis.

Para garantir o compliance, é essencial que as lideranças estabeleçam uma cultura de respeito às políticas de conformidade e integridade.

Elas devem, portanto, assumir a responsabilidade de serem exemplos e patrocinadores dessas medidas para que todos na organização entendam a importância e apliquem-nas.

A alta administração deve exercer um papel ativo no âmbito do compliance ao reunir-se e apoiar abertamente os princípios desta área, incorporar os princípios de compliance à rotina e assumir o papel de agente transformador da ética e da integridade.

Dessa forma, através do tone at the top, significa dizer que a liderança deve ir além de bons exemplos, mas sim de, constantemente, seguir aquilo que prega.

Caso contrário, o programa de compliance possivelmente não terá eficácia.

Em outras palavras, investir nos colaboradores, criar canais de denúncia e desenvolver um código de conduta é importante, mas se os funcionários não vêem na alta direção um compromisso com as práticas de compliance, todas essas ações serão em vão.

Como implantar um programa de compliance efetivo?

Primeiramente, vale reiterar a importância da alta liderança em um Programa de Integridade, que é o de incentivar a ética e a transparência dentro da organização.

Para isso, é necessário que os gestores estejam engajados e que a esta liderança assumam o papel de tone at the top, ou seja, de exemplo para todos.

Nesse sentido, a falta de atitude por parte da alta administração em relação aos programas de conformidade pode gerar o efeito contrário, pois as pessoas irão absorver e internalizar essa postura.

Afinal, é necessário que as políticas de conformidade sejam vistas como um meio para se obter resultados positivos para a empresa, não apenas como uma obrigação legal.

Resumindo, garantir o compliance em toda a empresa exige uma abordagem prática que coloque a ética e a integridade como principais valores da rotina corporativa.

Assim, é possível criar um ambiente ético e estabelecer um tone at the top positivo, que impactará toda a organização.

Entretanto, para implantação de um Programa de Compliance, diversos fatores estruturais precisam ser considerados.

Por exemplo, as políticas internas e externas que regulam a conformidade e a integridade. No entanto, não existem critérios específicos para criar um Programa de Compliance, mas diretrizes gerais que devem ser seguidas.

Ao implantá-lo, a empresa deve levar em consideração todos os aspectos relevantes, como, por exemplo:

  • legislação trabalhista e fiscal;
  • regulatório;
  • regras de concorrência;
  • padrões éticos de conduta;
  • gestão de pessoas, etc.

Dessa forma, para assegurar a implementação bem-sucedida, é importante contar com uma equipe especializada em compliance que possa criar um programa adequado às necessidades da organização.

Mudança na cultura corporativa: aplicação de práticas ESG

ESG é um conjunto de diretrizes que as empresas podem usar como referência para a criação de suas políticas internas.

Refere-se especificamente a questões relacionadas a fatores sociais, ambientais e de governança corporativa.

Assim, nada mais é do que a empresa estar em compliance, estabelecendo uma mudança na cultura corporativa, de forma a implementar essas diretrizes em sua estrutura organizacional.

Em outras palavras, o ESG busca promover uma mudança significativa na forma como as empresas operam no mercado, trazendo uma nova cultura corporativa.

Estas mudanças incluem, por exemplo, a aceleração da diversidade e inclusão, a descarbonização e a transparência.

Além disso, o ESG incentiva o desenvolvimento de conteúdos e ações para aprimorar os negócios e tornar o tema cada vez mais relevante para as corporações, o que somente é possível através de uma atuação efetiva da alta administração, seguindo os preceitos do tone at the top e da governança corporativa.

*Este conteúdo não representa opinião legal do Compliasset, tendo o propósito puramente informativo.

Entre em contato

Ícone Contato Software Compliasset Alertas Artigos

Faça parte do futuro do compliance no mercado regulado com o Compliasset.

Descubra como o nosso software pode fortalecer seu negócio.

Fale conosco hoje mesmo e agende uma demonstração gratuita!

APENAS 30 MINUTOS DE CONVERSA e PRONTO

O Compliasset te ajuda a ter mais velocidade no dia a dia!

Tenha o melhor software de Compliance como o seu aliado. É rápido, fácil e vai te colocar entre os melhores.