07/06/2023

Regras de Serviços de Intermediação de Investimento no Exterior e Novas Atualizações

Laura Resende
Alerta Alertas Regulatório de Compliance Compliasset

Novas normas do Código de Distribuição já estão em vigor, com novidades

Conforme já noticiado pelo Compliasset, em alerta regulatório, as novas normas do Código de Distribuição (“Código”) já estão em vigor, com novidades: (i) em privacidade e proteção de dados pessoais; (ii) em segurança da informação e cibersegurança; (iii) no plano de continuidade de negócios; e (iv) no novo questionário de due diligence, destinado à verificação do distribuidor internacional.

A nova regra destinada a oferta de intermediação de produtos de investimento no exterior estabelece que a captação de clientes e análise do perfil do investidor são atribuições da instituição brasileira. Esta também deverá avaliar a estrutura dos serviços prestados pelo intermediário e sua compatibilidade com o cliente que reside no Brasil.

Ademais, a instituição brasileira deverá dispor livremente de informações quanto ao intermediário estrangeiro, como os serviços prestados, área(s) de atuação e os mecanismos de proteção no país estrangeiro que é sede do parceiro.

Quanto ao questionário de due diligence, o documento se encontra disponível em português e inglês, e abrange tópicos como: dados cadastrais e financeiros, estrutura de compliance e prevenção e combate à lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo, além de questões a respeito do gerenciamento de risco e estrutura de atendimento e segurança da informação. Com essas informações, estima-se que seja possível executar uma avaliação robusta da intermediária estrangeira. Ressaltamos que o questionário deve ficar à disposição da ANBIMA.

Caso a instituição estrangeira for do mesmo conglomerado ou grupo econômico, a aplicação do questionário é dispensada.

Há um documento com perguntas e respostas destinado às instituições intermediárias, com tópicos sobre publicidade de produtos, cadastros de investidores e informações ao cliente.

No que tange às alterações do Código quanto aos planos de ação e resposta a incidentes, proteção de dados pessoais, segurança da informação e cibernética, bem como contingência, tais regras estão em vigor desde 8 de maio de 2023.

Quanto as situações de contingência, as suas diretrizes foram flexibilizadas, dispensando a obrigatoriedade da validação ou testes sobre a continuidade de negócios em período anual ou inferior, em caso de acionamento do plano.

as mudanças atinentes ao processo de suitability só entrarão em vigor no dia 5 de setembro de 2023.

*Este conteúdo não representa opinião legal do Compliasset, tendo o propósito puramente informativo.

Entre em contato

Ícone Contato Software Compliasset Alertas Artigos

Faça parte do futuro do compliance no mercado regulado com o Compliasset.

Descubra como o nosso software pode fortalecer seu negócio.

Fale conosco hoje mesmo e agende uma demonstração gratuita!

APENAS 30 MINUTOS DE CONVERSA e PRONTO

O Compliasset te ajuda a ter mais velocidade no dia a dia!

Tenha o melhor software de Compliance como o seu aliado. É rápido, fácil e vai te colocar entre os melhores.